26/05/2009

ADOÇÃO E Cestinha de parmesão com Ovos e Batatas

PAIS E FILHOS NO CEREJINHAADOÇÃO

Para quem não sabe, ontem foi o Dia Nacional da Adoção. Um assunto muito delicado mas que acho de extrema importância. Sei que existem muitas mulheres e até muitos casais que não planejam filhos pro futuro, talvez por acharem que não tenham capacidade de criar uma criança ou até por não gostarem de criança, por incrível que pareça existe gente assim. Muitas mulheres e casais sofrem com o problema de não poder ter filhos e gastam fortunas em clínicas de tratamento, fertilidade, e fazem de tudo e mais um pouco para realizar o grande sonho e a dádiva de serem pais. E nem sempre conseguem. A adoção nesses casos é a melhor alternativa. Eu fico aqui pensando com meus botões: Tanta gente no mundo querendo ter filhos e as pessoas que os tem (muitas delas) maltratam, espancam, judiam, estrupam e ai me pergunto como Deus pode dar uma criança aos cuidados de uma pessoa dessa. É revoltante. Agora, adotar uma criança pra muita gente ainda é meio constrangedor. As pessoas pensam no futuro, se vai dar problema e muitas vezes tem preconceito com esse assunto. Devemos acabar com esse tipo de pensamento. Existe um número inimaginável de crianças desamparadas aguardando que alguém as queira. Só que elas não são, em sua maioria, bebês recém nascidos, completamente saudáveis ou de cabelos cacheados, olhos claros, etc. São crianças. O processo de adoção em muito se assemelha a uma gravidez. Também demora um tempo, e apesar de todos os cuidados, corre-se o risco de existirem problemas de saúde, comportamento, etc. Quando nasce um bebê, a família toda precisa de um tempo de adaptação à nova situação. Isso não é diferente na adoção; portanto, se alguém resolve adotar uma criança, não deve ter medo de enfrentar esses problemas, porque filho natural também não é garantia de felicidade plena. Histórias de filhos-problema não são privilégio de pais adotantes. Filhos naturais também fazem manha, desobedecem, envolvem-se com drogas, são rebeldes, ingratos. A adoção transforma a vida de uma criança, e o adotante deve se compenetrar da grande responsabilidade que está assumindo e que essa situação é para sempre.
O maior requisito para adotar uma criança, é a disponibilidade de amar. Ser pai ou mãe, não é só gerar, é antes de tudo, amar.

PASSO A PASSO DA ADOÇÃO

Quem pode adotar: Adultos com mais de 21 anos, independentemente do estado civil, pode ser solteiro, casado, divorciado, ou viver em concubinato. Na hipótese de ser casado ou viver em uma relação de concubinato, a adoção deve ser solicitada por ambos, que participarão juntos de todas as etapas do processo adotivo. Será feita avaliação de estabilidade da união.Qualquer pessoa que seja pelo menos 16 anos mais velha que a criança a quem pretende adotar. A Justiça não prevê adoção por homossexuais. Neste caso, a autorização fica a critério do juiz responsável pelo processo.

Quem não pode adotar: Menores de 18 anos. Os avós ou irmãos da criança pretendida. Nesse caso, cabe um pedido de guarda ou tutela, que deverá ser ajuizado na Vara de Família da cidade onde residem. O tutor não pode adotar tutelado.
Quem pode ser adotado: Crianças e adolescentes com até 18 anos a partir da data do pedido de adoção, órfãos de pais falecidos ou desconhecidos. Crianças e adolescentes cujos pais tenham perdido o pátrio poder ou concordarem com a adoção de seu filho.Maiores de 18 anos também podem ser adotados. De acordo com o novo Código Civil, a adoção depende de sentença de juiz.Crianças e adolescentes com 16 anos a menos que o adotante.Só podem ser colocados para adoção as crianças e adolescentes que já tiveram todos os recursos esgotados no sentido de mantê-los no convívio com a família de origem.

Documentação necessária: RG e comprovante de residência;Cópia autenticada da certidão de casamento ou nascimento;Carteira de Identidade e CPF dos requerentes;Cópia do comprovante de renda mensal;Atestado de sanidade física e mental;Atestado de idoneidade moral assinado por duas testemunhas, com firma reconhecida;Atestado de antecedentes criminais.

O caminho da adoção: Segundo Benedito Rodrigues dos Santos, secretário-executivo do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), o processo de adoção não é padronizado no país. "No primeiro momento, os interessados procuram a Vara da Infância e da Juventude mais perto de casa. Em seguida, eles passam por uma entrevista. O terceiro passo é a apresentação dos documentos necessários."Santos disse ainda que depois de analisada a documentação, os interessados passam por uma nova entrevista. "Desta vez, um assistente social vai até a casa do adotante para conhecer melhor a rotina dele. Depois disso, é iniciado o processo de escolha da criança. Feito isso, se for o caso, é dada a guarda temporária da criança para o adotante. Esse é o período de experiência e de avaliação."De acordo com o secretário-executivo do Conanda, se o adotante for aprovado, é 'iniciado' o processo na Justiça. "É quando o procedimento começa efetivamente. Tudo se encerra com a sentença do juiz aprovando ou não a adoção", disse Santos
Fonte: http://www.adocaobrasil.com.br/
GASTRONOMIA NO CEREJINHA

Fiz essa saladinha voando para o dia amarelo mas não deu tempo. Pena, ficou tão bonitinha. Não podia deixar passar batido né. É bem simples mas dá um belo de um charme pra servir num almoço entre amigos.

Cesta de Parmesão com Ovos e Batatas

Ingredientes (para uma porção): 1 punhado de parmesão ralado fino, 2 batatas médias, 3 ovos de codorna. Molho: 3 colheres de azeite de oliva extra virgem, 1 colher de café de aceto balsâmico, 3 gotas de suco de limão, 1 colher de café de mostarda, 1 colher de café de mel, sal a gosto. Folinhas de tomilho para enfeitas.

Faz Assim: A primeira coisa a fazer é a cestinha de parmesão. Faça todas que for usar e reserve. É muito simples. Pegue uma frigideira pequena antiaderente e coloque o punhado do parmesão espalhando-o de maneira a cobrir o fundo da frigideira.Tem que ser uma camada fina, sem buracos e bem redondinha.

Leve ao fogo brando para que o parmesão vá tostando aos poucos. Com um pão duro (espátula) vá soltando as laterais para que não queimem depressa.


Quando você perceber que já está bem tostadinho em baixo, tenha em mão uma conha que servirá de molde para a cestinha. Desligue o fogo. coloque a concha no centro da rodela de parmesão e segurando o cabo da frigideira vire o queijo pra cima da concha (faça em cima dapia e cuidado para não pingar gordura quente na mão).




Rapidamente, tenha duas folhas de papel toalha em mão e logo que virou o queijo aperte-o contra a concha (com o papel na mão para não se queimar) para que molde as dobrinhas da cestinha.
Com cuidado retire a cestinha da concha e reserve-a para a hora do uso.

Dicas: você pode usar qualquer coisa que sua criatividade permite para moldar as cestinhas, eles podem ser pequenas, quadradas, torcidas, da maneira que quiser.

Continuando a salada: Cozinhe as batatas descascadas e já picadinhas em cubos de 2cm até ficarem macias. Cozinhe os ovinhos também. Para o molho, misture tudo numa tigelinha e emulsione (bata) com um fouet.

Monagem: Sirva a salada na cestinha apenas na hora de servir para não murchar a cestinha. Coloque os cubinhos de batata e 2 dos 3 ovinhos cortado em rodelinhas numa tigela e misture o tempero. Coloque a saladinha temperada nas cestinhas de parmesão, coloque o outro ovinho cortado em rodelas por cima da saladinha e salpique as folinhas de tomilho.


AH,CLARO, E NÃO SE ESQUEÇAM DAPROMOÇÃO DE 3 ANOS NO CEREJINHA, TODOS OS DETALHES AQUI.

24 comentários:

ameixa seca disse...

É bem verdade, tanta gente que tem filho e trata mal e tantos que querem ter e não conseguem! É revoltante isto...
Essa cestinha ficou mesmo uma maravilha :)

Mari disse...

Amadinha, não é segredo para ninguém que, desde o mês passado, estou tentando engravidar novamente... já fiz todos os exames e comigo sei q está tudo ok, agora o Marcelo vai fazer os dele... caso ele tenha algum problema e não possamos ter o filho que tanto sonhamos, adotar uma criança será sim uma opção, pq não? Disposição para dar amor é o que mais temos!! E vemos por aí, muitos filhos adotivos serem muito mais amorosos e queridos com os pais, do q os naturais.
Essas cestinhas de parmesão menina, que coisa mais chique e linda!!! Sou meio desastrada (ou deveria dizer, absurdamente desastrada, kkkk), mas vou tentar, qquer dia, fazer essas coisas lindas em casa... dá um charme especial a todo e qualquer pratinho!
Super beijo

Mari

Lourdes Sabioni disse...

Estas cestinhas são mesmo de arrasar!!! Ainda mais com esta saladinha maneira...Adoção é papo sério, filho é pra sempre, não tem troca e nem devolução, já vi gente pegar e querer largar depois, como se fosse bichinho ou brinquedo que não desliga! Tem até a parte espiritual na jogada que prefiro nem comentar. Bjs

Valeria disse...

Oi Carol,Arrasou com a postagem da adoção e as cestinhas de parmesão!!
Concordo com tudo que você comentou!!!
Por aqui o processo de adoção é extremamente Muito Mais complicado do que em qq parte do mundo!!(Creio eu).
Valeu mais uma vez!!
Bjs
Valéria
Papos de Anjo

Mary disse...

Que coisa tão gira, Carol!
Essa de atirar a cesta ao ar acho que não a conseguia segurar! hehehe:)
É uma ideia super criativa, digna de um restaurante de luxo! Adorava provar essas batatinhas! :)

... [C a r O l ]ღ Maciel* disse...

Amei teu espaçO!
Pode ter certeza q apartir de hj vou acompanhar BjOkas chará ;)

Eu Mulher disse...

Amiga, adorei a cestinha. Vou testar fazer e depois lhe digo se consegui.



Muitos beijos

*-._.-* Anita *-._.-* disse...

Que bela postagem esta sua... linda!

bjssssssss

Bárbara disse...

carol !!
muito boa essa informação sobre adoção .. amei !!
depois de já crescida. fui adotada, por um primo e sua esposa, q é minha madrinha de crisma e minha mãezinha q cuida muito de mim.
e olha o amorq tneho por eles.. é tão igual pelo q tenho por meus pais q já se foram.
adotar, significa vc escolher seu filho, e não o filho lhe escolher, é amor em dobro sim.
tenho minha pequena alissa q nasceu de ventre q amo muito.
mas acho que falta alguem na minha vida, e caso eu não tenha mais filho gerados, concerteza terei um adotado .. pq sinto q tem muita criança q precisa de amor nesse mundo !!
oh ja mandei o email para inscrição da promoção...
quero o adesivo de parede... estou me mudando para uma casa nova.. vida nova minha e da alissa agora é só nós duas... quero deixar nosso lar lindinho...

torce ai por mim !!

bjoss

seu blog é lindo !!

Vivian disse...

essa cestinha ficou um luxo


bjks

edinha disse...

Estes cestinhos ficam uma ternura.Gostei muito.
Beijinho

Meninas de Pantufa disse...

Nossa..
essa receita deve ficar maravilhosa!!!
dá água na boca.....
e parabéns ao post sobre adoção... dia 25 foi o dia da aoção...
agora sobre o meu pos.. é verdade.. é difícil voltar a vida de solteira depois de casada né... e eu que já estou com 10 anos (em julho)!!!!

bjs.......

Claudia Rumi disse...

Tb como sempre, adorei o enfoque de mais um assunto: adoção!!!Muito legal !! E essa cestinha não fica mole com o tempo??? Pode deixar preparado antecipado???Pelo menos de manhã para a noite???
BJ
Claudia

Grazy disse...

Oie! Faça o favor de pegar os seus selos, viu!? rs
Um bj!!!!

gasparzinha disse...

Que cestinho lindo!
Fica uma mesa bem caprichada. :)
Beijinhos.

Nela disse...

Minha Filha Postiça, lindinhaaa adorei a postagem das crianças, aqui é igual tanta criança para ser adoptada e tenta burocrasia para que mesmo?enquanto isso ficam casais esperando cá são anos até conseguirem, me irrita muito mesmo, e as crianças precisando de amor afecto um lar...é triste mesmo agora a cesta ficou linda claro, mas só podia feita por essas mãos claro.Quanto á promoção de cereja ~´a não terei tempo de me increver pq tenho tido mto trabalho ando sempre a correr com hórarios malucos e até lá já passou o prazo concerteza, Carol beijinhos grandessss.

DIVÃ DA MULHER disse...

Eu ainda vou adotar uma criança,é meu sonho!
valeu pelo post,tinha algumas dúvidas que esclareci...

Claudia disse...

Carol,

Legal conhecer teu blog melhor. Eu tenho a impressão que já passei por aqui há uns tempos, por causa das cerejinhas, mas também não estou muito certa.

Adorei aprender a fazer a cestinha de parmesão que eu sempre quis fazer mas nunca fiz. Quem sabe agora eu não acho uma oportunidade de testar tua receita.

Obrigada pelas visitas,

Claudia

ANINHA disse...

Passei aqui p agradecer o recadinho na minha coluna no Meninas de Pantufa e me deparei com o assunto Adoção ... não pude deixar de ler e eu q sou adotada com mto orgulho e por isso não tenho problema em gritar isso pro mundo, fiquei emocionada com suas palavras, é aquela coisa né amiga, fazer é fácil e gostoso mas cuidar ... rs ... mtos bjosss e qq dia conto sobre o que sinto sobre o assunto, como minha família e amigos acham sobre isso. Mais bjosss
OBS: Mto legal seu blog viu querida!!! parabéns!!!

Cucchiaio pieno disse...

Me emocionei com o teu post, parabéns pela iniciativa. Eu e meu marido queremos muito adotar uma criança, mas pelas leis daqui possamos fazer somente daqui 2 anos!
A cestinha ficou linda e apetitosa! Um abraço
Léia

Dri Viaro disse...

eu acho a coisa mais linda o ato de a pessoa adotar uma criança. pena que o processo seja muitas vezes tão demorado né?
uma tentação essacestinha hein
bjsss

Naninha disse...

Eu só fiquei sabendo que era o dia da adoção porque uns amigos que adotaram uma criança foram convidados a dar um depoimento na tv.
Infelizmente a coisa no Brasil não funciona muito bem quando se trata de adoação, acho que as autoridades deviam burocratizar menos as coisas.
E quanto a cestinha menina que excelente idéia, super aprovada.
Beijos

Meninas de Pantufa disse...

oiiiiiii
amiga vim aqui pedir socorro!!rsssss
vc tem alguma reeceita de panqueca.. detalhe que seja super fácil..rsss..
se tiver me mande!!!!! queria fazer entre hoje ou amanhã...ah mas acho que farei hj!rsss

beijos...........

Meninas de Pantufa disse...

olá..
obrigado..
deu tempo sim......
vou fazer amanhã.......
valeu.. muito obrigado!!..
bjs..........