02/04/2008

ARROZ, RICE, RISO, RIZ, COMO QUISER...

Ola amados. Confesso que tento, tento, mas está quase que impossível escrever aqui todo dia. Fico o dia inteiro pensando nas coisas que eu fiz e quero contar, só esperando uma brechinha detempopra vir escrever mas o meu tempo anda mais escasso que dinheiro no bolso!!! No momento estou na minha hora de almoço e não resisti em vir escrever, estou com saudades dos meus comentários já!! Fiz tanta coisa boa este fim de semana mas como não estou com as fotos aqui, só vou postar as receitas depois. Fiz o Brownie de nozes com Nutella da Leila, que por sinal ficou divino e fiz umas maças assadas com um recheio a base de vinho doporto, nozes e nutella que hummm, nem quero lembrar.
Ontem foi dia de curso. A aula foi só de arroz e foi bem tranquila, deu tudo certo, não esquecemos de separar e pesar nada!! Conheçemos diversos tipos de arroz. O branco curto, o jasmine, o árbóreo, o integral, o selvagem, muito bacana. Gostei muito do jasmine, que é um arroz tailandês e é muuuito aromático, sem tempero mesmo ele exala um perfume incrível. O selvagem é muito interessante, demorou muito para cozinhar mas o resultado ficou excelente. Após cozido, a chef finalizou com castanhas salteadas e uma erva a sua escolha, ficou divino. Aprendemos a técnica chamadaPilaf que, aliás, é a que fazemos no nosso dia a dia e muita gente não sabe disso. Pilaf nada mais é que o ato de envolver o grão do arroz em gordura para dar uma leve dourada e selar os grãos, que é comofazemos nosso arroz aqui. Já o jasmine, você o lava bem, até a água sair transparente e coloca-se tudona panela, arroz,água e sal, não há necessidade de doura-lo antes. Para 300gr do arroz, você cobre comágua uns três dedos acima e cozinha por quinze minutos. Após o tempo, escorre-se a água e volta o arroz para a panela para que ele termine de secar, muito interessante!! Para o risotto, a chef nos ensinou a base e tinhamos a nossa disposição diversos tipos de guarnições para que montássemos o nosso risotto a nosso gosto. Fiz o meu com abóbora e 4 tipor de cogumelo: Fungui, shimeshi, shitaki e pariz. Fiz a base, saltiei os cogumelos com manteiga e cebolinha e a abóbora coloquei na metade da preparação da base,no risotto mesmo, para que terminasse a cocção junto ao risotto. Temperei com sal e pimenta branca e finalizei com a manteiga e o parmesão. Para minha surpresa, a chef disse que meu risotto havia ficado um pouco seco, porém foi o mais saboroso e que atingiu o ponto certo da noite. Imaginem só a minha cara de felicidade, não deu nem pra disfarçar. Segue abaixo a receita da base do risoto.



Base para Risotto
- 20 gr de manteiga
- 1/2 cebola picada em brunoise
- 300 gr de arroz para risoto
- 100ml de vinho branco seco
- Fundo claro (caldo).

Faz assim:
- Aqueça a manteiga e sue a cebola (não pode dourar). Acrescente o arroz e deixe ele tostar levemente. Junte o vinho e deixe que este seque por completo. Vá adicionando o fundo concha por concha até que fique na consistência desejada.
Ressalvas importantes: Como as guarnições do risotto são postas ao final, é importante que se saiba o ponto desejado da guarnição. Por exemplo. Se você fizer um risotto com cogumelos, você salteia os cogumelos a parte e estes já estão prontos para o risotto, não é necessário que cozinhe um pouco mais junto com a base. Agora, existem alguns ingredientes que necessitam uma finalização de cocção junto a base, então, você tem que saber em que ponto adicionar este ingrediente, pois se a base estiver no ponto certo, você não poderá adicionar o ingrediente para cozinhar um pouco mais com ela, senão ela passará do ponto desejado. Então, você deve calcular o tempo que falta para seu risotto ficar aldente, e colocar o ingrediente um pouco antes, dando tempo tambem deste acabar sua coccção. Parece complicado mas não é.
- Quando seu risotto estiver no ponto, não deixe que o caldo seque por completo, é necessário que fique um restinho, para este poder ficar cremoso, e não aquela papa que você joga no prato e parece massa corrida.
- Ao contrário do que se pensa, creme de leite não deixa o risotto cremoso. Sua cremosidade vem de você mexer constantemente sua base no preparo para que todo o amido contido no arroz se solte e deixe seu prato bem cremoso.
- Folhas e ervas são muito bem vindas nos risottos, apenas deixe para coloca-las já no prato montado por cima ou se quiser misturar, coloque antes de servir, para que as folhas não murchem e estraguem sua apresentação e seu gosto.


Risotto é tudo de bom e é um prato que rende muitos elogios se feito com o capricho que ele pede!!



ARROZ JASMINE


ARROZ INTEGRAL


ARROZ SELVAGEM


RISSOTTO DE COGUMELOS

Bom amores, vou ficando por aqui, tentarei por terra e mar vir hoje a noite postar meus feitos e minhas fotos do final de semana, prometo!! Meu aniversário está chegando, (06/04 domingo agora), mas não farei festinha, sabe como é, grana curta, o marido vai trabalhar...to triste...Buaaaa. Desculpa pessoal, tinha que botar isso pra fora. rsrs. Grande beijo!!!

8 comentários:

kikas disse...

n fiques triste aniversário é uma vez ao ano...
estou certa q vais arranjar maneira de festejar.
bjs

Fabrícia disse...

Carol não fique triste....faça uma bela saladinha para ti e amusez-vous.....
Adorei o posto sobre todos esses tipos de arroz. Além destes que citou tb uso bastante o arroz vermelho e o arroz basmati. Aliás sabe algo sobre o basmati?
Bjcas e passarei aqui para dar os parabéns.
Bjs.

Fabrícia disse...

Carol eu de novo...vi no cantinho da Laurinha que não conhecia o trigo em grão....publiquei uma vez sobre ele lá no Sopa. Acho que vai gostar....
Bjs.

http://sopavermelha.blogspot.com/2008/01/trigo-em-gro-germinado.html

http://sopavermelha.blogspot.com/2008/01/salada-dos-germinados.html

edinha disse...

Adorei tudo o que escreveu sobre o arroz:)
Sobre o alho francês ,eu penso ,porque tenho algumas revistas de culinária brasileiras, que é o vosso alho poró :)
Beijinhos

Receitas da Filipa disse...

Carol não fique tristinha, tenho a certeza que o seu aniversário vai ser muito feliz e que vai arranjar maneira de celebrar. Tire o dia para se mimar a si própria e para se livrar desse stress todo, faça uma bela paparoka para si, vá passear, enfim divirta-se!

Belo post sobre arroz, adorei!

Beijinhos

claudia disse...

Não fiques triste, porque hão-de vir tantos e tantos anos para festejares os teus aniversários...aproveita e faz qualquer coisinha que gostes mesmos e curte o dia à tua maneira!

MegMarques disse...

Oi lindona,
eu simplesmente amo risotos! Mas eu sempre faço com esse arroz branco comum mesmo. Fico com medo de usar o tipo mais apropriado e não conseguir acertar com ele.
E há tempos que estou muito a fim de experimentar o tipo selvagem, mas também ficava meio com medinho de errar a mão. Agora estou estimuladíssima. Vou comprar, fazer e depois te conto!
Esse jasmine eu nunca tinha ouvido falar, é fácil achar nos mercados?

mil beijocas

Mamãe Ana e o filhote Enzo disse...

Oiiii!!! ler seu blog na hora do almoço e um desafio,hehehehe...como semrpe receitas de dar agua na boca, que judiação einh vc faz c a gente....rsrsrsrss
Ah, n fica triste, aniversario e motivo p ficar feliz!!!!comemorem do memso jeito, avida ja em motivo p comemorar, n precisa d efesta p isso, logico q e bom, td mundo gosta,mas curta a vida, aproveite do lado dos filhotes ja q o maridao vai ta longe, e quando ele chegar vcs comemoram!!! parabens antecipado pq so deus sabe quando vou ter tempo de entrar na net de novo|!!!!beijos e td de bom!!!!!