28/01/2009

PEQUI

Ola amadas. Não vou postar receitinhas hoje. Como vi que o Pequi causou algumas dúvidas entre minhas leitoras, vou falar hoje um pouquinho dessa fruta meio difícil de achar mas deliciosa. Acho importante conhecer tudo que faz parte desse nosso país maravilhoso. Vamos Lá.


PEQUI

Nome científico : Caryocar brasiliense Cambess


O pequi é uma fruta nativa do cerrado brasileiro, muito utilizada na cozinha nordestina, do centro-oeste e norte de Minas Gerais.Árvore com geralmente 10 metros de altura, tronco de casca áspera e rugosa.Folhas pilosas, compostas, formadas por três folíolos com as bordas recortadas.Grandes flores amarelas, vistosas.Fruto tipo drupa, arredondado, casca esverdeada, como um abacate pequeno, só que mais rechonchudinho. Polpa de coloração amarela intensa que envolve uma semente dura, formada por grande quantidade de pequenos espinhos. Seu caroço é dotado de muitos espinhos, e há necessidade de muito cuidado ao roer o fruto, evitando cravar nele os dentes, o que pode causar sérios ferimentos nas gengivas. Altamente calórico, perfumado, assim como o gosto meio adocicado, é usado como condimento. Sua polpa contém uma boa quantidade de óleo comestível, sendo muito rica em vitamina A e proteínas.O fruto pode ser degustado das mais variadas formas: cozido, no arroz, no frango, com macarrão, com peixe, com carnes, no leite, e na forma de um dos mais apreciados licores de Goiás. Seu grande atrativo, além do sabor, são os cristais que forma na garrafa, que dizem, são afrodisíacos.A amêndoa é utilizada na indústria de cosméticos para a produção de sabonetes e cremes.O pequi deve ser comido apenas com as mãos, jamais com talheres.Deve ser levado a boca para então ser "raspado" - cuidadosamente - com os dentes, até que a parte amarela comece a ficar esbranquiçada e parar antes que os espinhos possam ser vistos.Jamais atire os caroços ao chão: eles secam rápido e os espinhos podem se soltar.A castanha existente dentro do caroço é muito saborosa; para comê-la, basta deixar os caroços secarem por uns dois dias e depois torrá-los.Sua madeira é de ótima qualidade, alta resistência e boa durabilidade.Frutificação de novembro a fevereiro.





Fontes:
Matéria e fotos: http://www.arara.fr/BBPEQUI.html
Foto da polpa de pequi: http://robertaar.wordpress.com/2008/09/22/eu-adoro-pequi/

5 comentários:

ameixa seca disse...

Eu fui logo pesquisar na net para saber como era mas aqui não existe mesmo. Que pena!

EU MULHER disse...

Amiguinha, vou comprar para conhecer. Ainda não conheço pequi, vc acredita. Já ouvi falar muito.


Beijinhos

STA disse...

Carol,
desconhecia essa fruta... por cá nunca vi nada semelhante...
mandei-te um email, não recebeste?
Bjs

Mari Azevedo disse...

Oi lindona,

Super esclarecedor teu post, obrigada! Agora já sei que pequi é uma fruta... mais um aprendizado que devo a você!
Será que encontro aqui pelas nossas bandas? Acho difícil, né... risos.
Super beijo

Mari

Bárbara disse...

Tem mais um selinho lá...
Pega e posta, tá... to esperando pra ver, hehehhe...
Bjks...