28/04/2009

O QUE É SAUDÁVEL DEVE SER TAMBÉM GOSTOSO!!

A hora que a criançada mais aguarda nos colégios é a hora do recreio e a espectaiva que a "fila da cantina" cria nos nossos filhos é deveras prejudicial a saúde dos nossos pimpolhos. A oferta é farta, coxinhas, risolis, cachorro-quente, hamburguer, frituras, salgadinhos, doces, balas, chocolates, refrigerantese talvez um lanche natural ou uma fruta e suco num cantinho meio apagado. Quando uma criança de atitude escolheria uma maça ao invés de uma bela saltenha de frango e catupiry com um belo copo de coca-cola? Eu me lembro da minha infância. Meu primário até a 8° série passou sem cantina pois apesar de minha escola ser particular, conceituada e de freiras, não havia cantina e eu levava os lanches maravilhosos da minha mãe. Pão preto, peito de peru, cenoura ralada, queijo branco, estavam entre alguns dos ingredientes. Mas meu colegial foi regado a muita coisa calórica e engordativa. A cantina do meu colégio era incrível. Os salgados eram bom demais, tinha muito doce, e várias coizinhas para beliscarmos durante as aulas. O salgado que mais saia era a Saltenha. Um salgado grande, com uma massa que nunca comi na vida recheado abundantemente de frango e catupiry. Tinha briga pela saltenha que era a que acabava em primeiro e muito rápido. E passei 3 anos da minha vida comendo isso todos os dias regado a coca-cola. Existem alguns colégios em São Paulo que já começam a se preocupar, mesmo que timidamente, com essa questão, como é o caso do Colégio São Luiz, onde a cantina é uma franquia da narca Shcool Cook, onde as opções de comidas saudáveis vem assinaladas no menú. Como o chef Jamie Oliver fez em sua pesquisa nas cantinas escolares da Europa, constatou-se que aqui um dos fatos que gera a obesidade infantil é a má alimentação escolar. Sei que é difícil mas devemos controlar esse ponto na alimentação de nossas criaças. Procurar conhecer a cantina do colégio e se caso a alimentação não for lá daquelas, substituir pelo velho e bom lanche caseiro. Ou então, combinar com a criança oque ela pode comer e talvez liberar uma vez por semana um cozinha ou um chocolatezinho. Quem sabe um projeto no congresso em premiar as escolas ou municípios que tiverem as melhores refeições escolares. Mudanças devem ser feitas. Deixar mais em evidencia os lanches naturais, sucos e derivados com banners e imagens sugestivas destas comidas. As guloseimas continuam lá mas mais afastadas da visão direta. Acho que aulas na área também são bem interessantes e podem aos poucos levar a criança a conhecer melhor o que anda comendo e oque deve comer. Já existem algusn serviços na praça onde os pais possuem o controle das compras do filho nessas cantinas como cartões magnéticos que vão debitando a cada compra e possuem restrições a certos alimentos pela escolha dos pais e também o "kit lanche" onde os pais já encomendam o lanche do mês e a criança não tem como alterar.


OS CALÓRICOS PREFERIDOS:Do que as crinaças mais gostam.....


Frituras: Campeã das frituras e muito apreciada. Uma coxinha média tem 330 calorias, 8,5g de gordura saturada e 261 mg de sódio.


Salgados: Assado não é sinônimo de saudável, alguns sendo atépior que frituras. Um croissant médio de presunto e queijo tem 609 calorias, 18 g de gordura saturada e 1008 g de sódio.


Refrigerante: Já banido em algumas cantinas mas mantido em muitas. Um copo de 350ml tem 37g de carboidratos e mais nenhum nutriente.


Doces: Os carboidratos reinam soberanos na dieta infantil. Biscoitos, bolinhos, chocolates e açúcar adicionado a bebidas excedem o consumo recomendado.



OS QUE DEVERIAM SER PREFERIDOS: Quem sabe um dia....


Frutas: Misturas coloridas e picadinhas podem ser a solução para quem tem preguiça de comer frutas.

Fibras: Granola com iogurte seria uma excelente opção.


Salgados: Com recheio contendo baixo teor de gordura e sal os lanches podem ser deliciosos, como um belo sanduiche de quijo branco e salada ou uma esfiha de ricota


Suco: A melhor maneira de acrescentar vitaminas a dieta. O de caixinha ajuda a acostumar o paladar.


Doces: O paladar infantil pede o açúcar por isso não podemos bani-lo de vez das crianças. Um pequeno bolinho ou biscoito não pesam demais na balança e um chocolate as vezes não faz mal a ninguem


Grandes porções: Quando a escola não oferece almoço o estudante que passa o dia fora se farta com mega sanduiches com muito queijo, molhos e melecas.






"IMPOR RESTRIÇÕES NÃO É CERTO. É A EDUCAÇÃO NUTRICIONAL QUE FAZ A DIFERENÇA" Joice dos Santos, Nutricionista.


Fontes:

- Revista Época - De Março de 2009.

http://www.issamu.350.com/Pepsi_lata.jpg
http://www.cdcc.usp.br/ciencia/artigos/art_22/alimentacaosaudeimagem/coxinha.jpg
http://3.bp.blogspot.com/_QY0QniLlxM0/SRHQuQoeQVI/AAAAAAAAAgg/szCZct9rWXs/s400/doces.jpg http://www.fiamfaam.br/mol/ler.asp?id_news=1902&cont=LerMateria
http://www.madureirashopping.com.br/promocoes/lanches_img.jpg
http://www.padrebutinha.g12.br/eventos/2008_10/Semana_Saudavel/Maternal_Tarde/Lanche_Saudavel/012.jpg

Só para aguçar a curiosidade dos meus leitores: Em Junho o Cerejinha completará 3 anos de vida e vai rolar uma super promoção. Parcerias especiais estão aparacendo e tenho certeza que vocês vão A D O R A R !!!!! Aguardem, surpresas virão por ai!!!

3 comentários:

Grazy disse...

Oie, td bem? Amei seu post de hoje!
Estou trabalhando com minha filhota de 9 anos um modo dela parar de comer tantas besteiras. O colesterol dela já aumentou o que é um horror!!! Ela é bem magrinha e o colesterol tá alto, mas por conta dos hambúrgueres, etc... Agora lá em casa é tudo grelhado ou assado! Bjs!

Bárbara disse...

Passando pra dar um Feliz dia das mães adiantado...
Saudades dos seus comentários no blog...
Bjs
:)

Canela disse...

Olá Carol
Acho este post muito importante .A educação alimentar é um assunto muito sério na vida das crianças.
Bj