14/06/2009

QUADRILHA GASTRONÔMICA - MUNGUNZA, MAS SEM PRECONCEITO!!

UM POUCO SOBRE O PRECONCEITO...Eu tenho verdadeiro horror a qualquer tipo de preconceito, seja ele de qualquer tipo. Acho que pra nada na vida devemos ter um pré conceito formado, que é o verdadeiro sentido da palavra. Usamos muitas expressões no dia a dia em que estamos sendo preconceituosos e nem percebemos. Frases como - Mas é um baiano!, E português!!, É um cearense mesmo!, Sua biba!! Frases inocentes mas que levam um peso "brabo" de preconceito. E creio eu que os seres humanos que mais sofrem com o preconceito são os homosexuais. Sim meus amores, eles também são seres humanos como nós, comem, dormem, trabalham, pagam suas contas e claro, também amam como nós. Apenas é um amor diferente, um sentimento diferente por uma pessoa do mesmo sexo mas que não deixa de ser amor. Eu acho que o grande objetivo e meta na vida de qualquer pessoa e ser feliz. De que adianta ter dinheiro, saúde, vida boa, ser certinho demais mas não ter felicidade no coração?? As pessoas devem lutar por aquilo que acreditam ser sua missão na vida, mesmo que ela inclua uma mulher amar uma mulher ou um homem amar outro homem. Uns chamam de doença, de semvergonhisse, de falta de uns belos tapas. Eu não, eu chamo de coragem, porque para enfrentar um mundo falso e hipócrita como o nosso assumindo um amor verdadeiro por uma pessoa do mesmo sexo, tem que ser muito corajoso e ter caráter, e é por isso que adimiro e respeito muito esses seres humanos. Hoje é o dia deles, de sairem nas ruas, de gritarem pelos seus direitos, direitos esses que deveriam ser como o de todos os outros. Tenho amigos homosexuais e tenho por eles o maior respeito, carinho e admiração. Tenho dois filhos e isso pode acontecer comigo, não serei hipócrita aqui de dizer que vou aceitar com largos sorrisos mas podem ter certeza que serei a melhor mãe do mundo para ajudar nessa hora que aparecerá o preconceito fortemente na vida deles. Portanto, pessoas que chamam isso de safadeza, abram suas mentes e vamos começar a olhar o mundo com outros olhos. Olhos de amor, de compreensão e de aceitação, pois ninguém no mundo é igual a ninguém e são as diferenças que tornam o planeta terra envolvente, deslumbrante e um lugar incrível para se viver!!!

Uia pessoar, esse trem tá bão demais!! Desde que a Anna do Brog Eu Muié invento esse troço de quadria astronomica fique ki pensano noqui eu ia fazê. Pro ceis vê, fiquei numa durvida cruer e acabei por iscoie uma coisa pra lá de boa. É o Mungunza, que oceis achu que num sabe oqui é mas é um troço porreta de fácir de fazê. É uma canjica anordestiada sô, lá das terra da Bahia!! Ispero que oces goste e faça o mungunza pra mor de seus marido isprimentá. O meu adoro!!

MUNGUNZÁ

Ingredientes: 1 xícara e 1/2 de milho de canjica, 1 lata de leite condensado cozida, 1 pacote de coco ralado fino, 2 medidas da lata de leite, 4 cravos da índia, 1 casca de canela, canela em pó para polvilhar.

Faz Assim: De véspera, deixe o milho de molho em água fria. No dia, leve o milho ao fogo em panela de pressão com dois litros de água fria, os cravos e a canela e deixe cozinhar por cerca de 1 hora. Depois de cozido, junte o leite moça cozido, o coco raldo e o leite e deixe cozinhar por mais 10 minutos. Desligue o fogo e coloque em uma tigela funda. Sirva polvilhado com canela.

Pitacos da Carol: Eu particularmente gosto de comer quentinho, recém saído do fogo. O leite condensado cozido nada mais é que o doce de leite. Pode subistituir por qualquer outro doce de leite pastoso na mesma quantidade. Se o coco ralado for o fresco fica muito mais saboroso.

Para quem não sabe cozinhar a lata de leite condensado: Coloque a lata de leite condensado numa panela de pressão com água cobrindo uns cinco dedos pra cima da lata. Leve ao fogo e quando começar a sair a pressão conte 40 minutos. Desligue o fogo, tire a lata da panela mas deixe esfriar por completo para abri-la. Está pronto seu doce de leite.


22 comentários:

Eu Mulher disse...

Amiga querida, eu concordo com você em tudo que falou! Também odeio pré conceito!

Amiga, eu amei sua participação!! Mungunzá eu só comi até hoje com sal e ADORO!!

Postarei sua delicia amanhã no EU MULHER.

Beijão e ótima semana

Eu Mulher disse...

As fotos ficaram lindas.


Beijão

Claudia disse...

Nossa, que interessante, uma canjica totalmente diferente. Eu nunca tinha visto feita com doce de leite. Deve ficar uma delícia.

Concordo, vamos viver sem preconceitos!

Abraços,

Claudia

ameixa seca disse...

Carol, acho que esqueceste de colocar quantos minutos a lata de leite condensado fica dentro da panela de pressão.
Adoro esse sotaque nordestino he he
Mungunzá deve ser muito bom :)

Tânia Saj disse...

Oi Carol! Sobre seu post eu eu penso que Todos nós somos preconceituosos (e entenda por preconceito apenas a idéia pré-concebida sobre algo ou alguém, como por exemplo não gostar de ervilha, de gatos ou de praia). Muito diferente da "Discriminação", cujo sentido se aplica melhor, nesse caso a hemofobia, que vc colocou, que é o tratamento desigual dado as pessoas em função as suas características raciais, religiosas ou opção sexual. No preconceito vc tem uma idéia (sem ter certeza) e cabe apenas respeitar. Na discriminação não há respeito.
Quando vc trabalha com o público, é obrigada a ter preconceito. Cada pessoa é diferente de outra e você tem que atender cada pessoa diferente. Para isso é imprescindível ter um pré-conceito (sem julgar!!) para saber até que linguagem usar para que seja entendida.....
Discriminação - tô fora!!!


Ah, e quanto essa canjica....eu amooooo....e desse jeito, quentinha, como vc passou.....
Beijão nas crianças.....

Cucchiaio pieno disse...

Como eu gosto de canjica! Esta receita é muito diferente, ainda mais com leite condesado cozido e coco, uau! Bjim
Léia

"Manjares da Manu" disse...

Adorei,nunca comi com leite condensado cozido,deve ser bem mais saboroso!!!
Obrigado por sua visita, lá no meu cantinho!!!!

Boa semana!!!

Bjs....

Nela disse...

Olá Filhinha como vai? e as Crianças? espero k bem querida.Olhe quanto ao preconceito sou igual de opinião, toda a gente tem direito a fazer a sua escolha na vida, seja homem ou mulher, tenho grande amigo(tenho agora no céu) pq morreu no ano passado era gay e uma jóia de pessoa, um amor, crescemos juntos pq moravamos pertinho, sempre grandes amigos, casei e continuamos e sabe amiga? na altura ele qwueria k eu namora-se com ele para casar e eu adorava-o tanto k tinha dito k sim, mas meus pais, então mha mãe me disse...filha se o fizeres me matas de desgosto é o maior desgosto k me podes dar... e eu fiz a vontade depois de bem pensar, pq realmente embora ela não soubesse tinha razão, meu amigo do coração queria calaR AS BOCAS APENAS...EMBORA GOSTA-SE DE MIM A ESCOLHA DELE ERA DIFERENTE...tive um grande desgosto quando uma doença malvada o levou...fora isso não tenho preconceitos alguns.
Cariol adorei o seu doce, basta levar o leite condensado para eu amar, rsrsrs, beijinhos e boa semana.

Miss Slim disse...

Sem preconceito Sempre:)

Bjo

Mari disse...

Carolzinha, li os comentários das meninas, e me afino mais com o da Tania.. todos nós temos um pré-conceito sobre tudo em nosso redor... especialmente quando lidamos com o público. Agora, discriminação, eu também sou frontalmente contrária. Todo ser humano... ou melhor, todo ser vivo (pq incluo em meu pensamento animais e plantas) é merecedor de respeito e consideração! Tô contigo e nao abro.
E esse mugunzá? Hummmm, delícia!
Bjãooo,

Mari

Lourdes Sabioni disse...

Adoro sua " Boca no Trombone", é isso aí, amiga, nada de preconceito, isso é hipocrisia, todo mundo tem telhado de vidro...Adoro mugunzá, mas faço diferente, à moda antiga, quando não existia leite condensado!!!KKKK...bjs

Dri Viaro disse...

Boa semana!!

to na correria hj, depois volto com mais tempo

bjssss

inspirações da Jô disse...

Com relação ao seu comentário sobre preconceito, concordo em gênero, número e grau!!!O que vale é ser feliz!!
Agora esse mungunzá...
Eta coisa danada de boa!!!!!Pena que eu tenho que ficar aqui só olhando isso...Pode?
Beijos !!!!

Nani disse...

Abaixo o preconceito, adorei o sotaque, na minha ilha de S.Miguel também temos um sotaque muito próprio, adorei a receitinha bem original, bjs.

Tânia Saj disse...

Afff.....cometi um erro ridículo no meu post.....desculpe.....
Digitar rápido sem conferir dá nisso....
Então corrigindo....
onde se lê: hemofobia
Leia:se HOMOFOBIA....
Beijos

Mari disse...

Oliver, preconceito não está com nada mesmo. Muito bacana seu post, não custa nada lembrar a turma deste assunto.
Agora, que receitinha mais delícia esta, heim! M. Bourdain

Marcia Gullo disse...

O muie ta cuma cara boa esse trem ai, heim??? (ficou muito mineiro a coisa??!!! hahahahaha)
Bejus querida e inté.

thecookieshop disse...

Carol, eu AMO canjica e a sua já entrou pra minha lista de receitas desse inverno!

Sylvia disse...

Também sou contra qualquer tipo de preconceito, e fico doida.Adorei seu post e sua posicao em relacao a isso. Muito bom Carol.
Voce sabe que uma vez fervi leite condensado ,quando era novinha, e abri. Foi parar no teto, ainda bem que tinha colocado o rostro para tras.
Um beijao

Marcia Gullo disse...

Oie, tudo beleza???? Hoje a tarde vou dar uma passadinha la na 25 de março, ve se acho coisas pra fantasiar a familia pra festa junina que vamos amanha.
querida tenha um OTIMO FINDI,

Bejus e inté.

Naninha disse...

Também tenho várioas amigos homo e não vejo nenhum problema nisso, acho que antes de se ter algum preconceito as pessoas devem cuidar da vidas delas e não preocuparem com a vida dos outros, já é tão dificil preocupar com nossa vida, ter que cuidar de vida alheia ai é a nossa que fica pra trás, cada um sabe do que é melhor pra si.
Agora quanto a receita, menina que trem bão é esse sô, nunca experimentei não, fiquei babando.
Beijos

Jhennifer Cavassola disse...

Opa, adorei o parabéns!
passando e roubando a receita do munguza hehee

Beijos