25/07/2009

HARUSAME COM ACELGA E CUBOS DE FRANGO

Antes de ontem, quando meu virtua saiu do ar e eu quase tive uma síncope, fiquei pensando como vivia ha alguns anos atras sem essa coisa viciante que é a internet. Eu ia pra escola, saia com meus amigos e nem sonhava que um dia dependeria tanto de um computador, ou melhor, da intenet. Eu era feliz e não sabia. Amo modernidade, amo tecnologia, acho que se tivesse a conta bancária da Paris Hilton, teria todas as peripércias tecnológicas de última geração. Mas eu realmente acredito hoje que eu era feliz e não sabia. Tive a certeza de que se um dia ficar sem internet enlouqueço, ou pelo menos vou passar a tomar lexotan pro resto da vida!!! Fala sério!!

Em primeiro lugar, quero deixar aqui registrado meu mais que agradecimento para a Senhorita Alice, que além de me mandar meu filme, me presenteou com um saco de café moído na hora diretamente de Porto Alegre, vocês não imaginam o aroma que saiu do sedex a hora que abri a caixinha, coisa de outro mundo. E eu, como bela amante de café, quase nem gostei né!!!! Alice, sua fofa, muito obrigada!! Foi o melhor miminho que ganhei este ano, de coração!! Obrigada!!


Olha esse café, num friozinho, recém passado em coador de pano, aiai Alice...

Além do Yakissoba, um macarrão que faço as vezes aqui em casa é o Harusame, macarrão japones de soja, fininho e transparente, usado mais par saladas, mas aqui gostamos de come-lo como sopa ou como uma massa mesmo. A receitinha de hoje com essa massinha, prática, rápida e diferente, mas muito saborosa. Vamos ler antes um pouquinho sobre o harusame:


O harusame é uma massa japonesa. Ele integra um conjunto de massas asiáticas, ou noodles, cuja criação ocorreu no norte da China na dinastia Han (206 a.C a 220 d.C). O processo de secagem, porém, só surgiria na dinastia Yuan (1271-1368 d.C). Tais massas se tornaram conhecidas e produzidas também no Japão, na Coréia e em países do Sudeste Asiático. De início eram feitas de farinha de trigo, mas depois se passou a produzi-las igualmente de trigo sarraceno, de amido do feijão chinês mung - , o mesmo com o qual se produz brotos -, de amido de arroz, de batata, de batata-doce, de soja ou de cará. As massas podem ser finas, achatadas, redondas, retas ou enroladas em ninhos. Hoje, o Japão é o país que mais as consome, produzidas tanto de trigo comum e sarraceno quanto de vários tipos de amido. Os noodles harusame (literalmente, "chuva de primavera") são feitos de amido de arroz, de batata, de batata-doce ou, ao estilo chinês, de amido de feijão mung. Graças aos imigrantes japoneses, hoje o harusame é um ingrediente já incorporado aos hábitos brasileiros. Os fios podem ser achatados ou arredondados, mas não vêm em ninhos. Crus, são translúcidos, porém, depois de cozidos ou de demolhados em água fervente, se tornam quase transparentes. Podem ser usados de várias formas. Alguns cozinheiros quebram os fios crus e os fritam, usando os pedacinhos para dar textura crocante em saladas. Podem também compor sopas ou ser servidos como acompanhamento. Cozidos em água quente fora do fogo, tornam-se elásticos, macios e flexíveis e entram no recheio de rolinho-primavera. Embora tenham sabor neutro, absorvem sabores facilmente, o que faz deles ótima escolha para muitos pratos, desde que recebam algum molho ou temperos.

SAÚDE
É ruim para:
Pessoas que querem emagrecer, pois é bastante calórico; e portadores de intestino preso - devem consumir em pequena quantidade, porque apresenta baixo teor de fibras.
É bom para:
Quem tem alergias, pois os amidos são pouco alergênicos; e aqueles que têm doença celíaca (intolerância ao glúten do trigo, cevada e centeio), pois não contém a substância.

COMO SE ESCOLHE

É encontrado nos mercados asiáticos ou na seção de produtos orientais dos supermercados. Os fios são retos. Confira o tipo de amido utilizado, em geral de batata, arroz ou feijão mung. Veja as condições da embalagem e se as informações do rótulo estão em japonês (tem que haver tradução para o português, conforme exigência legal). Veja o prazo de validade e certifique-se de que a embalagem está intacta. Os macarrões devem estar soltos, secos, translúcidos e sem mancha escura ou pó no fundo da embalagem. Conserve em local seco por até um ano antes de abrir. Ou, depois que for aberto, em um pote fechado.

FICHA TÉCNICA
100 g de harusame contêm:

Vit. C - 0 mg

Cálcio - 20 mg

Cobre - 0,02 mg

Ferro - 1,58 mg

Magnésio - 1 mg

Fósforo - 6,97 mg

Potássio - 11 mg

Selênio - 0,921 mcg

Sódio - 1 mg

Zinco - 0,12 mg

Calorias - 341

Proteínas - 0,19 g

Carboidratos - 88,2 g

Fibras - 1,1 g

Vit. B1 - 0,004 mg

Vit. B6 - 0,008 mg

Folacina - 4 mcg

Ac. pant. - 0,135 mg


RECEITINHA DA CAROL

HARUSAME COM ACELGA E CUBOS DE FRANGO

Ingredientes: 1 pacote de harusame de 250g, 2 peitos de frango limpos, 2 dentes de alho bem picadinho, suco de limão, pimenta do reino moída na hora, 5 folhas de acelga, 2 litros de caldo de frago ou legumes, 2 colheres de azeite extra virgem, 2 colheres de manteiga, sal, molho de soja (shoyo).

Faz Assim: Antes de tudo, coloque o harusame de molho em uma bacia com bastante água. Corte o frango em cubinhos e tempere com sal, alho, gotas de limão e pimenta do reino moída na hora. Reserve. Lave bem as folhas de acelga e corte-as em quadrados. Reserve. Ferva o caldo, escorra o harusame e cozinheo no caldo fervente, como já estava de molho, o cozimento é bem rápido, uns dois minutos. Escorra e reserve. Numa panela tipo wok, aqueça o azeite e frite bem os cubinhos de frango. Junte a acelga e espere ela dar uma murchada. Acrescente o harusame cozido e a manteiga, aqueça até a manteiga derreter. Tempere com sal e shoyo. Se quiser, acrescente o caldo em que cozinhou o harusame para ficar tipo uma sopinha. Sirva bem quentinho.

19 comentários:

Gina disse...

Carol, gostei da receita e das dicas de saúde.
Receber mimos é muito bom, né?
Bom final de semana!

Mari disse...

Carolzinha, adorei teu post!! Tanto as dicas de saúde, como a receita de harussame são boas demais da conta!!!
Já vi esse macarrão para vender, mas nunca comi - vou tratar de experimentar.... =D
Yakissoba, sempre compro, nunca arrisquei... mas tô com vontade de tentar, já comprei o macarrão e o molho... alguns legumitchos, coragem e quem sabe? rs
Bjão,

Mari

Mari disse...

Carolzinha, adorei teu post!! Tanto as dicas de saúde, como a receita de harussame são boas demais da conta!!!
Já vi esse macarrão para vender, mas nunca comi - vou tratar de experimentar.... =D
Yakissoba, sempre compro, nunca arrisquei... mas tô com vontade de tentar, já comprei o macarrão e o molho... alguns legumitchos, coragem e quem sabe? rs
Bjão,

Mari

inspirações da Jô disse...

Carol querida,
Realmente você tem toda razão; eu não me imagino hoje sem internet, já virou meu vício, quando dá seus problemas e fica quase que o dia inteiro no técnico, fico inquieta!!!!
E esse café moído aí, hein?Ai, ai tem coisa mais saborosa e aromática do que o gosto único do café moído e o seu paladar?Tem coisa mais deliciosa? Você só me assanhando né, eu que também não vivo sem café!!Como se chama alguém viciado em café?Será cafecólatra?Enfim, eu tomo de dia, de tarde, de noite...
E o seu harusame ficou especialíssimo, eu nunca provei, mas creio que seja muito bom!!!!
Beijinhos e um ótimo domingo!!!!

Nanda Assis disse...

adorei a amteria, a receitinha.
bom domingo.

bjoss...

Patyxa disse...

Por vezes tb penso o mesmo que tu... que vou enlouquecer se ficar sem net...
beijo grande

Mundo de Alice disse...

Carol!!!
eu não vivo sem internet. fico louca demais!!! só com lexotam mesmo hehhe
que bom que tu gostou do café e do filme maravilhoso, adoro filmes pricipalmente os que tem comidas!!!
e adoro estas massinhas japas!!!
e já postei o desafio com uma receita tua de frango com bacon e cogumelos
beijos querida
bom domingo

Cucchiaio pieno disse...

Voce sempre com excelentes dicas, heim?! As adoro!
A receita também é excelente.
Um grande abraço
Léia

ameixa seca disse...

Tenho visto essa massa e acho bem interessante. É a massa com que fazem aquele prato típico que se chama "formigas a subirem a árvore" :)

Claudia disse...

Carol,

Adorei a receita do harusame com franguinha e vegetais, eu amo mas faço sempre fria, como salada.

Adoro a trilha sonora com Jamiroquai.

Bj,

C.

Iliane disse...

hummm..eu amei a receita e todas as dicas de saude!!e..que mimo saboroso êsse que você recebeu?um cafeinho..nesse frio..tudo de bom..bjus querida..bom domingo..li

angela disse...

eu tmbm adoro café, adorei ler seu post. bjs

Odete disse...

Gosto muito desse macarraozinho e adorei a historia, trambem os valores nutritivos.

Bjs

Tânia Saj disse...

Carol também é cultura!!
Eu achava que Harusame era feito só de arroz!
Super interessante seu post.
Amei a receita também, para variar meu cardápio porque ele aqui só entrava em salada!!
Beijão

Amehlia Digital! disse...

Carol!!
Que delícia esse post, hein?!:)
Pude 'sentir' o cheirinho do café...
E a aula do macarrãozin foi demais!!
Um bejim procê!!

da Vinni

Fla disse...

Será que esse macarrão é o mesmo que o Bifum?
Nunca vi desse pra vender, mas deve ser a mesma coisa né?
Adorei a receita. Eu só conhecia saladinha desse macarrãozinho.

Beijão
Fla

Bárbara disse...

Passando pra dar OI...
Boa semana
:)

gasparzinha disse...

Eu gosto muito de conhecer um pouco mais dos pratos tradicionais associados às épocas festivas das outras religiões e culturas.

É um mundo sem fim!
:)

Beijinhos.

Bárbara disse...

amiga
vc é dez!!
cada coisa boa!!
fora o aprendizado q temos com vc!!
bjuxx