14/08/2009

QUEIJOS E VINHOS - DE QUEBRA, UM BLONDIE DE CASTANHA DO PARÁ

Quando morava em minha casa, recebia meus amigos quase todos os finais de semana. Mas nunca fiz uma recepção de queijos e vinhos. Talvez porque o pessoal é mais descolado, gosta de uma coisa mais informal. Mas acho muito legal e chiquérrimo receber os amigos com uma bela combinação de queijos, vinhos e pães. No final uma bela sobremesa e nada mais é preciso. Estes dias assisti a uma rápida e excelente explicação sobre o assunto com minha chefinha, a Carole Crema e o Carlos Cabral, que é consultor de vinhos do grupo Pão de Açúcar. Harmonizar queijos e vinhos parece bem complicado, mas depois desta matéria e com um pouco de criatividade, pretendo facilitar muito a vida dos meus leitores!!
SEQUÊNCIA - QUEIJOS E VINHOS

Devemos começar nossa recepção com entradinhas de pastas de quijos processadas ou aperitivos associados com algumas frutas como damasco. Para beber um belo espumante Brut, ele ajuda a apurar o paladar e abrir o apetite. Os bruts devem ser servidos em taças chamadas flautas, compridas e finas. Sirva sempre com a taça deitada para que a bebida não transborde. Uma outra boa opção de entrada são caldinhos de legumes, suaves e claros.

Logo depois, passamos a sequência dos queijos de mofo branco, como o brie, o camembert ou mesmo o Chevry (de cabra). Eles devem ser harmonizados com vinhos brancos de preferência da uva chardonnay. A taça para o vinho branco e a taça a branca que possui a boca mais fechada, especial para concentrar os aromas desse tipo de vinho.

DICA IMPORTANTE: Entre uma sequência e outra de queijos e vinhos, procure sempre limpar a boca tomando água, comendo um pedaço de pão ou algumas frutas secas, isso ajuda a limpar e preparar as papilas gustativas para os próximos sabores!!

Para finalizar a sequencia de queijos e vinhos, agora é hora dos reis da noite. Os queijos de sabor mais forte, amarelos, como Pecorino, Ementhal, Provolone. Devem ser degustados com os vinhos tintos, especialmente da uva Cabernet. Os vinhos tintos devem ser servidos em taças maiores, pois necessitam de mais espaço para respirar.


COMPLEMENTOS

Tenha em sua mesa de degustação sempre frutas secas (nozes, avelãs, castanhas), pães (português, italiano, de fibras, focaccias), frutas (uvas,maças) e alguns vegetais crus (tomatinhos, cenoura, folhas de endívia, tudo sem tempero). Além de ser uma atrativo a mais a sua mesa, todos esses ingredientes ajudam a preparar o paladar sempre ao próximo sabor a ser degustado!!


SOBREMESA

Sobremesas a base de chocolate pedem um belo vinho do porto ruby. Já sobremesas a base de frutas secas, torta de damasco já se harmonizam melhor com o porto tawny, que é um tipo de porto mais velho. O vinho do porto deve ser degustado em taças menores e com moderação pois seu teor alcólico varia de 19° a 21°.


O JEITO CERTO DE SE TOMAR VINHO

Sirva sempre os vinhos apenas até a metade da taça pois eles precisam de espaço para respirar, essa regra só não se aplica ao brut. Sirva o vinho e faça a 1° olfação (traduzindo: cheirar) com o vinho parado. Depois, balanceie a taça e faça uma nova olfação. Você verá a diferença de aroma. Ao sacudir a taça, o oxigênio entra e faz com que o vinho libere todos os seus aromas!!



DICAS PASSO A PASSO PARA SUA CHEESE-WINE' PARTY!!

Antes de tudo! As quantidades:
Carlos Cabral, consultor de vinhos do Pão de Açucar recomenda 150gr de queijo e 1/2 garrafa de vinho por convidado no total, não importando quantos tipos de queijo ou vinho você vá servir

Como decorar o ambiente:
Para um queijo e vinho perfeito preste muita atenção à criação do "clima" da festa. Harmonizar o ambiente com o que você serve à mesa é uma arte. Aqui criatividade é tudo!
No caso de um Queijo e Vinho, o evento "pede" uma ambientação mais aconchegante. Baixe um pouco a luz da casa, use algumas velas. Para a decoração do ambiente a madeira, assim como tecidos rústicos e texturas, velas e metais antigos trazem um clima bem gostoso.
Abuse de tecidos brancos que ressaltam as cores e formas dos queijos e acompanhamentos. Se preferir use os coloridos mais rústicos para compor um visual que lembre as regiões rurais onde os queijos e vinhos são produzidos
Uma outra variação interessante é radicalizar e preparar uma mesa mais moderna, com visual bem limpo, onde o preto, branco e metais predominam
Uma mesa de fórmica ou granito preto e utensílios de aço inoxidável destacam muito bem os alimentos, bebidas e trazem uma sofisticação interessante para sua festa. Cores fortes e texturas mais lisas, plásticas podem também criar um ambiente de muito impacto
O importante é destacar sempre o que você serve e respeitar seu estilo de vida. Tudo tem de ser autêntico, como você!

Decoração e Utensílios:
Para servir e decorar a mesa você pode usar utensílios de madeira, mas sempre preste atenção à higiene. Não utilize tábuas de madeira usadas para cortes de pão ou de carne no seu dia-a-dia, isso pode trazer riscos à saúde. Escolha peças específicas para esse fim ou improvise com outros materiais. Use todo seu talento e impressione
Deixe a disposição dos convidados facas específicas para queijos, pois estas irão facilitar o corte. Se não as tiver, use o bom senso. Para queijos moles utilize espátulas sem corte ou facas com ponta arredondada
Para os de perfil mais duro, facas mais afiadas ou com pontas. Regras existem para isso também mas respeite o seu bolso e conveniência. No Pão de Açucar você encontra uma boa variedade desses utensílios para organizar um Queijo e Vinho, sem gastar muito.

As taças para o vinho:
Cada tipo de vinho tem sua taça específica, aquela que proporciona o máximo de prazer para o gourmet. Por exemplo, a flauta ou "flute", é uma taça mais alta, estreita e com a borda mais fechada, perfeita para espumantes
Taças com o corpo mais largo, encorpado, são mais adequadas aos tintos, por exemplo, e permitem o vinho liberar melhor todos os seus aromas
Uma taça pequena é mais indi
cada para servir o Porto no final e fechar a festa com chave de ouro.
É sempre recomendável para os vinhos abrir os aromas antes de beber. Esse detalhe importante não é aplicado aos espumantes. Deixe a garrafa aberta antes de servir ou use um "decanter", sirva a quantidade de vinho desejada, deixe repousar por cerca de um minuto e com suavidade movimente o vinho para a liberação de seus aromas e sabores.
Aí então, aprecie sua cor e a complexidade das sensações que ele proporciona. Mas tudo isso com muita naturalidade, simplicidade. O vinho é uma bebida para dar prazer não para demonstrar conhecimento. Deixe isso é para os enólogos.

Acompanhamentos:
Alguns itens são primordiais para tornar a mesa de Queijos e Vinhos ainda mais irresistível:
Sirva uma cesta variada de pães, frutas e legumes que possam ser comidos crus. Isso é muito importante para a “limpeza” das papilas gustativas entre um sabor e outro e assim sempre "apagar" a memória do sabor anterior. Assim seus convidados estarão sempre com o paladar pronto para receber o próximo tipo de vinho ou queijo
Talos de erva doce também são muito bem-vindos para refrescar a boca durante sua reunião. Frutas como damasco, avelã, ameixa e maçã são ótimas para limpar as papilas gustativas, além de deixarem a mesa elegante

Dica: Caldos leves à base de legumes são bem-vindos para iniciar a degustação, pois preparam o estômago para receber vinhos e queijos mais encorpados.
Inicie sua festa com os vinhos e queijos mais suaves. Vá sempre em uma sequencia dos sabores mais delicados para os mais fortes, tanto nos queijos como nos vinhos e encerre com os sabores mais doces como sobremesa
Os queijos fortes encobrem o sabor dos mais suaves, por isso tome esse cuidado.
Mas se você preferir colocar todos os queijos juntos em uma mesa separe-os na sequencia e converse, mas sem didatismo, com os convidados sobre esses detalhes. Com certeza aprender de forma divertida e leve é sempre gostoso.
Agora é só planejar os detalhes da sua festa, passar no Pão de Açucar e criar uma noite inesquecível para você e para quem você mais gosta. Boa festa!


TABELINHA

Queijos: 150 gramas de queijo por pessoa.
Oferecer no mínimo quatro tipos de queijos diferentes: amarelo, branco, gorgonzola, provolone, por exemplo
Vinhos: Metade de uma garrafa de vinho para uma pessoa, ou seja, duas taças grandes de vinho por pessoa (cheias até a metade ou menos).
Pães sugeridos: Italiano, Integral, Pão com cereais, Baguete, e Torradas.
Queijos sugeridos: Brie, Gorgonzola, Provolone, Queijo Minas, e Parmesão.
Vinhos sugeridos: Espumante, Vinho Branco, Vinho Tinto, e vinho do Porto

________________________________________________________________

Bom, depois dessa pequena aulinha sobre queijos e vinhos nada melhor que um docinho!! Essa semana lendo o Mangia che te fa bene da Verena me deparei com um blondie de castanha do pará que me fez babar. Como estou cheia de chocolate braco em casa (sobras da páscoa) na hora decidi que faria pra noite mesmo. Corri comprar as castanhas e corri pra cozinha. Muito fácil, rápido e simplismente maravilhoso. A Bia quase se intoxicou de tanto de comeu. Tive que esconder os dois últimos pedacinhos pro maridoco comer a hora que chegasse do trabalho. Esse vale a pena viu!!

BLONDIE DE CASTANHA DO PARÁ

Ingredientes: 250g de chocolate branco, 250g de açúcar, 4 ovos, 2 colheres de café de baunilha, 220g de farinha de trigo, 250g de castanha do pará picada grosseiramente, 1 colher de café de sal, 120g de manteiga.
Faz Assim: Pré-aqueça o forno. Derreta a manteiga e o chocolate. Numa vasilha bata os ovos com o sal e depois junte o açúcar e a baunilha. Bata bem. A mistura deve ser grossa e cremosa. Incorpore o chocolate e a manteiga já morno, afarinha de trigo e por último a castanha do pará. Mexa até estar tudo bem misturado. Coloque em forma untada e enfarinhada. Eu polvilhei açúcar cristal por cima de tudo, pra casquinha ficar mais durinha. Asse por 35 minutos ou até que seu forno mande. Ele deve formar uma casquinha por cima e ficar meio úmido por dentro. Comemos puro mas surgiro um belo sorvete de frutas vermelhas para acompanhar!!

9 comentários:

inspirações da Jô disse...

Uma mesa como essas de queijos e vinhos é especialmente ...tudo!!!!Quem não gosta de apreciar um bom vinho com queijos tão saborosos? E é uma ótima pedida para recepções com os amigos!!!!!!
E o blondie parece muito gostoso, e com a sugestão do sorvete,puro delírio ao prazer!!!!!
Beijos e um ótimo fim de semana!!!!!

Mary disse...

Carol, ainda não fiz nenhuma sobremesa com castanha do pará e este blondie parece uma delícia! A experimentar com certeza! hehehe:)

Bárbara disse...

carolll
arrasa com essas dicas heim mulher!!
nossa parece bom esse blondie..
tbm tenho um choco brancoo...
tem um bolo q aprendi com a nutricionista da escola da alissa...
ja fiz... bom dmeias...a base de aveia.. banana..noszes.. e uva passa... vou ver se acho foto..e posto e posto a receita

bom demaiss

bj

ameixa seca disse...

Eu adoro queijos mas não aprecio vinho, fico tontinha :)
Esse blondie tem mesmo um aspecto óptimo!

Paula Pacheco disse...

Carol, adoro suas reportagens, esta sobre o vinho foi bem bacana, não conheço muito, mas queria aprender...pois só tomo o rose, mais docinho rsrsr...meu marido já entende um pouco, e sobre queijo também sei o básico. Gosto muito de vinho na comida, acho que dá um sabor deiferenciado.
Ah outro dia precisava saber sobre batata salsa, acabei encontrando um texto explicativo seu, ajudou muiiiito!!
Bjão
Paula

Verena disse...

Carol, que post delicioso!!! Queijos e vinhos combinam muito e o blondie de sobremesa!!!! Adorei!
Fico super feliz que tenha gostado, e ficou lindo!!!!
Bjs mil!

Naninha disse...

Tenho um amigo elenogo, sua maior decepção foi o dia em que ele me deu um excelente vinho e pediu pra eu sentir o cheiro e eu falei tem cheiro de vinho, rs e falei que pra mim tanto fazia, tadinho. Gosto de vinho, mas sou péssima com eles, rs
Que ótimo blondie!
Beijos

Paula Pacheco disse...

Carol, tem um selo para você, passa lá,
bjs
Paula

gasparzinha disse...

Carol, que delícia.
Deve ser mesmo boooom! :)

Beijinhos.